Contabilidade BH – Fiscalização a profissionais autônomos

Contabilidade BH - Fiscalização a profissionais autônomos

Por:Informa Contabil
Artigos | Contabilidade em bh

27

Aug 2018

A Receita Federal iniciou no mês de dezembro de 2017, uma fiscalização aos profissionais liberais e autônomos que declararam renda e não recolheram o INSS. Saiba tudo sobre esta operação e o que vem acontecendo até agora, neste artigo. Confira!

Contabilidade BH – Fiscalização a profissionais autônomos –  O que é “Operação Autônomos” ?

Todas as informações estão sendo passadas para a Receita Federal. Há algum tempo já vem acontecendo essa interferência da Receita, e ela está, a cada dia, ganhando mais espaço.

A Receita Federal e a Previdência fizeram cruzamentos de informações e identificaram que muitos autônomos não estavam pagando a parte previdenciária.

Essa operação, batizada de “Operação Autônomos”, vem investigando profissionais que declararam rendimentos do trabalho recebidos de outras pessoas físicas, mas não recolheram a contribuição previdenciária correspondente.

Contabilidade BH – Fiscalização a profissionais autônomos – Qual o foco dessa operação?

De acordo com a Receita Federal, a  operação tem como foco combater a sonegação de impostos dos contribuintes individuais, pessoas físicas que exercem, por conta própria, atividade econômica de natureza urbana, com fins lucrativos ou não.

Enquadram-se nessa categoria profissionais liberais como médicos, dentistas, psicólogos, engenheiros, advogados, entre outros; além de trabalhadores autônomos como pintores, eletricistas, pedreiro, mecânico, etc., que declararam rendimentos do trabalho recebidos de outras pessoas físicas, mas não contribuíram com a Previdência os valores correspondentes referentes, primeiramente, aos anos de 2013 a 2015; e depois, aos anos de 2016 e 2017.

O trabalho do fisco faz parte da Operação Autônomos, cujo objetivo é fazer com que esses contribuintes coloquem em dia os recolhimentos ao Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) que não foram feitos.

Contabilidade BH – Fiscalização a profissionais autônomos – Em que consiste essa operação?

Os profissionais liberais e os autônomos que exercem sua profissão diretamente ligadas à prestação de serviços para pessoas físicas, têm que fazer a contribuição.

São considerados segurados obrigatórios, respeitando o limite mínimo e máximo do salário de contribuição (sendo a alíquota da contribuição previdenciária individual de 20% sobre a renda mensal, limitada ao teto previdenciário de R$ 5.645,80, ou de 11% sobre o salário mínimo vigente (R$ 954), que dá direito apenas à aposentadoria por idade).

No nosso modelo previdenciário o recolhimento é obrigatório. Ele submete as pessoas que trabalham ao ingresso compulsório, seja quem trabalha de carteira assinada ou como profissional liberal. É coercitivo, se trabalhar, tem que contribuir.

Contabilidade BH – Fiscalização a profissionais autônomos – Mas quem está tratando desse cruzamento?

 Como já foi dito, a Receita Federal. Todo autônomo precisa pagar o INSS. É uma contribuição não voluntária, mas compulsória. O que estava acontecendo: os autônomos e os profissionais liberais estavam declarando seus rendimentos, mas não estavam recolhendo os 20% sobre esses valores. A Receita Federal  cruzou essas informações e começou a notificar.

Contabilidade BH – Fiscalização a profissionais autônomos –  Fases da operação

Na primeira parte da operação, que começou em dezembro de 2017, foram fiscalizadas declarações nos exercícios de 2013 a 2015. Segundo o Fisco, receberam notificações 74.442 contribuintes em todo o Brasil. Só no estado de São Paulo foram 21.485, sendo 11.269 na capital paulista. No Rio, foram encontrados 9.501 contribuintes irregulares. A carta enviada continha as informações com as orientações para sanar os débitos. O prazo foi até janeiro de 2018.

Na segunda parte da operação, foram notificadas aquelas que declararam rendimentos do trabalho recebidos de outras pessoas físicas, mas não fizeram a contribuição previdenciária correspondente aos anos de 2016 e 2017. O prazo foi até março deste ano.

O objetivo da operação é melhorar a arrecadação do governo e, consequentemente do INSS, que fechou 2017 com déficit de R$ 268,8 bilhões. O cerco do fisco aos profissionais liberais e autônomos deve continuar de forma anual, ou seja, já em 2019, os contribuintes que declararam o Imposto de Renda neste ano, mas não recolheram para a Previdência, serão notificados e terão que fazer a regularização dos débitos.

Contabilidade BH – Fiscalização a profissionais autônomos – Fique atento

 Essa notificação dá uma chance de você regularizar a sua situação, é um auto que pode ser regularizado antes de realmente receber multas e juros (as multas podem variar de 75  a 225% do valor devido). É muito importante ficar atento a isso.

É preciso ter um certo cuidado porque a Receita, inicialmente, fez as notificações, mas se não for feita a regularização dos débitos através do pagamento total ou do parcelamento, ela encaminhará para o Ministério Público, configurando crime contra a ordem tributária.

Se você for um profissional liberal ou um autônomo, isso com certeza vai te afetar. Portanto, tenha cuidado com a sua declaração de Imposto de Renda ao declarar rendimentos de Pessoa Física!

Cuidado para não sonegar impostos!

Contabilidade BH – Fiscalização a profissionais autônomos – Conclusão

 Se você está enquadrado nesse público que a Receita Federal está fiscalizando, se recebeu a notificação ou tem dúvidas se vai receber, ou quer fazer uma revisão de toda a sua vida tributária sobre esse aspecto previdenciário, se antecipe. Entre em contato com  profissionais qualificados. Eles saberão passar todas as informações necessárias e poderão verificar se você precisa fazer acertos com a Receita, evitando problemas no futuro.

Cumpra com as suas obrigações para que você possa ficar em dia e sair da linha de fogo da Receita Federal.

Contrate uma contabilidade BH de confiança. Entre em  contato com a Informa Contábil. Solicite agora mesmo orçamento, retornamos rápido.

Assuntos Relacionados: Contabilidade em Bh auxilia na implantacao do e-socialDicas de Contabilidade em bh para as mudanças no IRPJ das empresasContabilidade em bh alerta sobre as alterações nas retenções federaisContabilidade em bh orienta na administração do tempoContabilidade em BH orienta Programa 5SContabilidade em BH e a Administração de PessoalEscrituração Contábil de Contabilidade em BH – ProcedimentosContabilidade em bh esclarece o Carnê-leãoContabilidade em bh ajuda a organizar finanças da empresaAdministradora de Condomínios em BH é nota 10Melhor contabilidade de bhContabilidade no prado bh é a Informa ContábilFazer IRPF com contador em bhContador BH explica IRPFContador Luxemburgo BH faz IRPFContador Lourdes BH faz IRPFContador Sagrada Família BH faz IRPFContabilidade bh alerta sobre fraudes cnpjContabilidade em bh – transformação digitalContabilidade em bh – digitalização de documentosContabilidade em bh – saia da criseContabilidade Igarape MGContador Igarape explica IRPFContabilidade Igarape faz diferençaContador Igarape faz IRPFContabilidade Condominios BH abre CNPJContabilidade Igarape – CNPJContabilidade Igarape com qualidadeContabilidade BH – Obrigacoes acessoriasContabilidade BH – Alteracao ContratualContabilidade Betim – Alteracao ContratualContabilidade Betim – Obrigacoes acessoriasContabilidade Contagem – Alteracao ContratualContabilidade Contagem – Obrigacoes acessoriasContabilidade Nova Lima – Alteracao ContratualContabilidade Nova Lima – Obrigacoes acessoriasContabilidade Lagoa Santa – Alteracao ContratualContabilidade Igarape – Obrigacoes acessoriasContabilidade Igarape – Alteracao ContratualContabilidade BH – Opcao Simples

Contabilidade BH – Fiscalização a profissionais autônomos
Avalie Nossa Página

Compartilhe:

Rua Brumadinho, 210 – Bairro Prado – Belo Horizonte – MG – Brasil

+55 (31) 3332.0544

contato@informacontabil.com.br

Segunda à Quinta: 08:00 – 18:00 Sexta Feira: 08:00 – 17:00